Organizações de Direitos Humanos

87
visitas
Organizações de Direitos Humanos

Vamos compreender o que são e o que fazem as Organizações de direitos humanos?  Mas antes  vamos trilhar um caminho que irá facilitar nossa explicação. Não deixe de comentar ao final.

A ideia de possuir direitos humanos, que são direitos aplicados universalmente para qualquer indivíduo. É muito antiga e data de períodos em que a população esta extremamente diferente da atual. Para começar, não existiam tantas pessoas no mundo. Também não havia um sistema tão desenvolvido e organizado no que diz respeito às relações diplomáticas entre países e a aspectos de organização interna.

Antigamente, essa demanda por direitos que se aplicassem a todos ainda começava a surgir. Porém, essa questão foi resolvida de maneira pontual. Pelo reconhecimento da existência de tal necessidade. Foi assim que nasceram os princípios dos direitos humanos que conhecemos hoje em dia.

O conceito filosófico de direitos naturais foi o responsável por essa origem. Esse termo tinha bases relativamente antigas. Uma vez que os antigos estudiosos e teóricos acreditavam que os direitos naturais eram direitos atribuídos aos homens por Deus no momento do nascimento. Naquela época, havia uma grande discussão acerca desses conceitos. Eles demoraram para ter suas leis implantadas em todas as sociedade, pois a aceitação foi  gradual.

Algumas organizações sociais entenderam rapidamente a importância e o significado desses direitos. Já outras demoraram um pouco para manter um padrão de aplicação. De qualquer forma, atualmente, todas as sociedades devem seguir princípios de direitos humanos, dado o caráter universal dessa estruturação.

Organizações de direitos humanos e as Ideias atuais dos direitos humanos

Recentemente, foi identificada uma divergência principal que envolvia os direitos humanos. Isso ocorreu, pois foi percebido que alguns pontos desses direitos podem ferir um conceito chamado de relativismo cultural. Esse conflito se exemplifica em casos reais que comportam ações ou ideias que feririam os direitos humanos, mas são marcas culturais de um local. Como resolver essa questão?

Leia Também:  Pós graduação em direitos humanos

A verdade é que a discussão entre direitos humanos e relativismo cultural ainda não chegou ao fim. Há um constante debate sobre essas situações que envolvem o debate. Possivelmente, essa será uma longa trajetória, que não está encontrando um consenso próximo. O ideal seria aguardar para que novos projetos sejam desenvolvidos e para quem haja um acordo mais aprofundado entre os variados países.

Mas o que são exatamente os direitos humanos? Se você nunca ouviu falar nesse termo, podemos te ajudar. Com certeza, todos já ouviram falar que uma pessoa tem o direito básico à moradia, à saúde, à educação de qualidade, ao saneamento básico, à expressão cultural e religiosa, entre outros. Todos esses tópicos são referentes aos direitos humanos. Você deve se atentar, entretanto, pois há limites.

Organizações de Direitos Humanos

O direito humano só é válido quando não fere a individualidade dos demais, não prejudica instituições físicas e jurídicas e não provoca demais danos. Desse modo, se uma prática se estende para além do individual, devemos analisar seu potencial de prejuízos. Se um grupo decide por uma prática conjunta que não fere os demais, por exemplo, não há problemas. Seu direito está assegurado, seja como manifestação cultural, religiosa, ou apenas como liberdade de expressão.

Todos esses pontos estão melhor detalhados e explicados, pois o objetivo de uma estruturação tão completa desses direitos é exatamente prevenir qualquer desentendimento acerca das teorizações. Por isso, existe um documento nomeado Declaração Universal dos Direitos Humanos. Esse documento teve sua primeira versão produzida em 1948 pela Organização das Nações Unidas, também conhecida como ONU.

Na época da criação, o intuito da ONU era reconstruir as bases da convivência e das relações internacionais, uma vez que o mundo se encontrava totalmente devastado e abalado pelos estragos da Segunda Guerra mundial.

Leia Também:  Carta Africana de Direitos Humanos

Organizações de direitos humanos 

Atualmente, passado esse período de conflitos, não é apenas a ONU que se preocupa e atua com os direitos humanos e suas garantias. Existem diversas organizações responsáveis por cuidar dos direitos, assegurar que todas as pessoas tenham acesso aos tópicos propostos e assegurar que todos tenham consciência de seus direitos. Essa é uma tarefa extremamente importante, principalmente em países com altas taxas de desinformação, onde muitas pessoas não tem sequer noção de seus direitos básicos como ser humano. No Brasil, temos algumas ONGs que são autoridade no trabalho.

A primeira das Organizações de Direitos Humanos brasileira é a Olodum, na Bahia. Essa organização cuida de questões raciais e promove arte e cultura para a população local. A ideia é trabalhar pontos como a inclusão do negro na sociedade, a memória de raízes africanas e a diversidade cultural do país. Também são ministrados cursos, como o recente curso de Empreendedorismo Cultural, que ensina a mexer com a cultura de forma mais profissional.

Em segundo lugar temos o Centro de Promoção à Saúde, localizada no Rio de Janeiro. O CEDAPS trabalha principalmente com as comunidades mais pobres do estado, mobilizando moradores contra doenças comuns e promovendo hábitos de prevenção. Há ainda projetos com o objetivo de melhorar as estruturas físicas e a condição de vida nas comunidades.

Um centro muito importante, que cuida da questão indígena, é chamado de Operação Amazônia Ativa. O principal objetivo dessa ONG é desenvolver programas de saúde para controle de epidemias, imunização e mobilização da população . Há, além disso, o trabalho para preservação de áreas sustentáveis.

A última das principais organizações leva o nome de Centro de Valorização da Criança. Esse é um instituto que realiza projetos com crianças e adolescentes e acolhe pessoas em situações limites ou em situação de rua. Isso para que um trabalho de profissionalização possa ser realizado. Por fim, há o incentivo à arte e à cultura, feito por meio de ações interativas e diferenciadas. Assim como oficinais, aulas, jogos, entre outros métodos.

Leia Também:  Ministério dos Direitos Humanos

Se você tem contato com uma ONG de direitos humanos, o ideal é divulgar o trabalho e dar auxílio da maneira mais adequada para que os projetos continuem se desenvolvendo. É importante a existência de centros que acolhem e conscientizam as camadas mais frágeis e discriminadas da população. Atualmente, é basicamente isso que o trabalho com direitos humanos faz. Cuidar de quem é discriminado e constantemente tem suas oportunidades tiradas pela sociedade. Seja por questões de oportunidades, questões financeiras ou questões relacionadas a qualquer tipo de preconceito que advém das raízes sociais de uma cultura ou de uma população organizada.

Polêmicas à parte as Organizações de Direitos Humanos tem um importante papel na defesa dos direitos humanos. Quer seja ajudando a promovê-lo ou reivindicando junto ao Estado.

Organizações de Direitos Humanos
5 (100%) 1 vote

Deixe uma Resposta

Favor faça seu comentário
coloque seu nome aqui